Ajude a tornar crianças de hoje em cristãos maduros de amanhã

Doe

Situação

Os filhos dos cristãos perseguidos são diretamente atingidos pela perseguição. Eles, muitas vezes, perdem o direito de estudar, sonhar e brincar como outras crianças. Além disso, as decisões que são tomadas em relação a eles durante a infância influenciarão seu futuro. Os pais procuram fazer sempre o melhor para seus filhos, porém nem sempre conseguem. Pela dificuldade de sobreviver em meio à guerra e perseguição, muitos pais são obrigados a tomar medidas extremas, como entregar os filhos ao trabalho infantil, casamento precoce e recrutamento de crianças pelos grupos extremistas. Diante desse terrível cenário, como é possível enxergar um sinal de esperança?

Sobre o projeto

A Portas Abertas, igrejas e parceiros da região trabalham para que as crianças da Igreja Perseguida no Iraque e na Síria tenham a infância e educação resgatadas mesmo em condições informais, como uma escola dentro de uma igreja no Líbano. Por meio de atividades que buscam tornar as crianças em futuros cristãos maduros que saibam enfrentar a perseguição, esses pequenos experimentam uma nova perspectiva diante da dura realidade em que vivem. Muito tem sido feito, mas há ainda muito a se fazer. Junte-se a nós nessa luta e permita que a esperança chegue até eles.

Pedidos de oração

Peça pelas crianças do Iraque e da Síria, que apesar dos delicados contextos em que vivem, que elas encontrem a esperança em Deus.
Ore pelos pais também, que eles tenham sabedoria para fazer as melhores escolhas para seus filhos e ensiná-los no caminho certo.
Clame por um futuro de paz no Iraque e na Síria.

Doar para os projetos - Ajude a tornar crianças de hoje em cristãos maduros de amanhã

Já sou Parceiro Não sou Parceiro

Esqueci meus dados de acesso

Testemunhos

“Brincar é essencial para o desenvolvimento emocional e psicológico delas. Devido à essa ausência, as crianças sentiram-se isoladas e estressadas. Agora que têm seu próprio espaço, pouco a pouco elas começam a se sentir melhor. A educação informal que recebem é essencial, já que elas não podem frequentar a escola”. George, colaborador de um Espaço Amigável para Crianças na Síria

“Depois da libertação, em outubro, nós descobrimos que o grupo queimou nossa casa. Eu fiquei muito triste quando a vi pela primeira vez. Eu quero voltar, esta é a nossa terra”. 
Noeh, menino que vive como deslocado em Erbil, no Iraque

“Antes de chegar aqui, eu não fazia nada o dia todo. Fiquei vários anos fora da escola, hoje estou muito feliz por voltar a estudar. Eu acho importante descobrir o que queremos fazer com a nossa vida. A escola é fundamental para o nosso futuro. Quero ser engenheiro civil e ajudar a reconstruir meu país”. 
Farouq (pseudônimo) é sírio, mas estuda em escola improvisada no Líbano

Fone/fax: 11 2348-3330 | 11 2348-3331
Cx Postal 18.105 CEP 04626-970 São Paulo/SP
E-mail: falecom@portasabertas.org.br
www.portasabertas.org.br