Ajude cristãos indígenas

Doe

Situação

A situação em algumas regiões da América Latina é bastante tensa. A legislação de países como Colômbia e México protege a cultura ancestral de comunidades indígenas e dá a elas autonomia total de governo. As autoridades dessas comunidades proíbem a evangelização e a construção de igrejas. Os cristãos são agredidos, presos e ameaçados de morte. Além disso, muitos são expulsos de suas terras, sem perspectiva de encontrar um local para recomeçar a vida. Hoje, eles precisam de orações e apoio da família da fé para se fortalecerem para os desafios do futuro.

    

Sobre o projeto

Existem muitos esforços da Portas Abertas em países da América Latina para auxiliar os cristãos de comunidades indígenas. São feitos treinamentos diversos, mutirões de saúde, aconselhamentos pós-trauma e distribuição de material bíblico. Além disso, foi construído um lar seguro para filhos de cristãos indígenas perseguidos. Todos esses projetos visam prepará-los para a perseguição e lhes trazer autonomia através do desenvolvimento socioeconômico. 

Pedidos de oração

Clame a Deus por perseverança e crescimento na fé aos cristãos indígenas na América Latina. 
Louve ao Senhor porque, apesar da perseguição, eles não abandonaram a fé e têm testemunhado do cuidado de Deus.
Peça provisão aos cristãos indígenas deslocados na América Latina. Que Deus os supra material e espiritualmente. 

Doar para os projetos - Ajude cristãos indígenas

Já sou Parceiro Não sou Parceiro

Esqueci meus dados de acesso

Testemunhos

“Não importa o que aconteça, vou continuar a levar a verdade de Deus para todos da comunidade. Os indígenas precisam conhecer a Deus.” 
Ernestina* é missionária em sua comunidade e foi ajudada pela Portas Abertas

“É como Jó disse: ‘Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram’.”  
 
Yonny, cristão indígena preso por lutar pela educação dos filhos de cristãos

“Estar nas mãos de Deus é a melhor coisa, mesmo com sofrimento. Deus nunca vai nos deixar. Eu sei, porque eu já vivi isso.” 
Silvia viu seu marido ser preso por sua própria comunidade no México

Fone/fax: 11 2348-3330 | 11 2348-3331
Cx Postal 18.105 CEP 04626-970 São Paulo/SP
E-mail: falecom@portasabertas.org.br
www.portasabertas.org.br